| JOIAS QUE SE TRANSFORMAM |

Uma joia é um objeto de desejo não apenas para durar a vida inteira, mas também para ser usada nas mais diversas ocasiões. Melhor do que ter uma joia, é ter uma joia que possa se transformar em outros modelos diferentes.
Pelo menos é assim para designer Carol Poubel, de Vitória, Espírito Santo. Os sete brincos de sua nova coleção, a “Em Cantos”, se recombinam entre si, formando até 20 peças diferentes, entre novos brincos, pingentes e pulseiras.

 

Todas em ouro 18 quilates, turmalinas negras e diamantes, os brincos apresentam mecanismos internos que permitem que eles se unam uns aos outros, formando novos acessórios.
“Queria fazer algo que representasse a junção perfeita da geometria espelhada com um toque de leveza. A ideia é que essas peças sejam companhias inseparáveis das mulheres: no dia-a-dia, usadas de forma mais discreta e, em ocasiões especiais, em formações mais ousadas, mas sempre sofisticadas”, comenta.

brinco alfa como colar

brinco alpha com brinco betha como pulseira

foto insta 5

Formada em Design pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Carol Poubel produz joias desde 2008. É a criadora da Oficina Escola Capixaba de Design de Joalheria, a primeira instituição de ensino no Espírito Santo voltada para a formação profissional no setor.

Ela calcula que nesses quatro anos já passaram mais de 50 alunos pela escola. “Recebemos tanto pessoas que enxergam na joalheria uma boa opção de renda quanto pessoas que primeiramente procuram apenas uma atividade prazerosa, mas acabam gostando tanto da ourivesaria que deixam suas profissões para viver de joias”, conta.

Site da Oficina Escola clique aqui

Fonte: Joalheirismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *